19/07/2017 as 21h10 - Atualizado em 19/07/2017 as 21h10

Ejaculação Precoce está ligada a fatores emocionais, diz pesquisa

Homens, entre 20 e 70 anos



Um levantamento elaborado no ambulatório de sexualidade do Centro de Referência da Saúde do Homem, órgão da Secretaria estadual de Saúde de São Paulo, mostra que a ejaculação precoce é decorrente de fatores emocionais em 75% dos pacientes homens, entre 20 e 70 anos.

Quando não ligada a causas emocionais, a ejaculação precoce pode ser decorrente de fatores orgânicos como distúrbios neurológicos. O uso de medicamentos ou de cremes que prometem retardar a ejaculação, apesar de indicados por grande maioria dos urologistas, não são aconselhados e oferecem sérios riscos a saúde.
Os sintomas da Ejaculação Precoce
A Ejaculação Precoce é dividida pelos especialistas em dois grupos: o dos primários, que sofrem da disfunção desde as primeiras relações sexuais e os secundários, que a adquiriram em algum momento de sua vida e ela persiste.

De acordo com a Sociedade Internacional da Medicina Sexual, a ejaculação precoce primária é caracterizada por uma ejaculação que sempre ou quase sempre acontece dentro de um minuto de penetração vaginal, quando o homem não consegue segurar a ejaculação em todas ou em quase todas as penetrações e/ou quando há consequências pessoais negativas como o estresse, a frustração ou a relutância em ter intimidades sexuais.

Na ejaculação precoce secundária, os sintomas são os mesmos da primária, mas com uma diferença marcante: ela é desenvolvida quando o homem já teve ejaculações mais demoradas e uma vida sexual mais satisfatória.
Efeitos negativos da Ejaculação Precoce
O mais comum é a perda da autoconfiança e da autoestima que com o tempo pode transformá-lo em um paciente com disfunção sexual temporária. O homem fica preocupado, distante e até deprimido. E pode passar a evitar o contato sexual. Se ele já tem uma parceira pode quebrar a harmonia com sua mulher.

A parceira de um ejaculador precoce não obtém a satisfação sexual plena e pode, então se tornar paciente de diversos distúrbios físicos e emocionais. Pode começar a evitar o sexo, porque sabe que a relação não será satisfatória, causando um bloqueio sexual.


Públicado por: Adriane Siqueira